Rebranding da “Marca Você”: como se reposicionar estrategicamente para obter vantagem competitiva

Rebranding: o que é e porque deve ser feito?

tag cloud rebranding
Por que fazer o Rebranding da “Marca Você”?

Rebranding: estratégia de marketing, no qual uma organização decide alterar a sua denominação, ou o seu logotipo, ou o seu design, ou outros elementos identificativos, para formar uma nova identidade. Estas alterações podem ocorrer por diversas razões, por exemplo, para modificar uma percepção negativa da marca (em inglês: brand) ou para se distanciar da concorrência.

Vivemos num mundo cada vez mais conectado. Preciso mencionar fontes? Dessa forma, a cada dia, mais e mais pessoas estão entrando na internet e buscando o seu espaço. A cada minuto, milhões de novos logins são criados, contas são abertas nos bilhões de serviços disponíveis na internet e, com isso, ter uma MARCA que o diferencie competitivamente é de FUNDAMENTAL IMPORTÂNCIA.

Como começou meu processo de Rebranding Pessoal?

A única forma de conseguir o que você quer é ajudar um número suficientemente grande de pessoas a conseguirem o que elas querem.

Seja único. Produtos diferenciados se destacam no mercado.
Um produto diferente se destaca da concorrência. SEMPRE.

Quando você se chama “Mariana Santos”, por exemplo, existem MILHÕES de pessoas com o mesmo nome que você. Sua chance de se destacar sem muitos esforços é MÍNIMA. Além disso, pessoas que não trabalham com mídia ou comunicação acabam se apropriando de logins em serviços que te interessam e, assim, fica difícil criar um posicionamento definido, que identifique você de uma forma única, exclusiva. No caso do nome que dei como exemplo, o Google retorna quase 38 MILHÕES de resultados. Você está, literalmente, nadando em um Oceano Vermelho, com uma concorrência absurda e com poucas chances de se destacar (principalmente, quando a outra Mariana Santos é atriz…)

Mas, o que acontece quando você encontra uma nova forma de se identificar, com pouco esforço, muita criatividade e as dicas de um professor experiente? Aí, a Mariana Santos vira “Marianna Santhos“, e concorre com pouco mais de 3 MIL resultados. Oceano Azul, concordam? Só o fato de deixar de concorrer com uma atriz, já é um movimento estratégico importante para a Marianna se destacar.

A história da minha decisão de rebranding começa com a Marianna. Ela foi minha aluna no MBA de Mídias Sociais da UniCarioca (recomendo) e, certa vez, numa aula sobre como se destacar nas redes sociais, falamos sobre a fundamental importância de ser ÚNICO: possuir um nome, uma marca pessoal, que o torne um personagem singular. E a Mariana (na época, ainda era com um “N” só… rsrsrs) me perguntou como ela, que tinha uma homônima famosa, poderia se destacar. Sem dúvida, uma tarefa árdua, senão, quase impossível. Milhares de pessoas escrevendo conteúdo sobre a homônima famosa é algo que não é muito fácil de combater. Ela precisava de ajuda. Ela precisava de uma solução. Ela precisava de um Oceano Azul.

Imediatamente, comecei a pensar e, como um raio, fui atingido pela grafia diferenciada do nome. Rapidamente, fiz uma pesquisa no Google e descobri como ajudar a Marianna (agora, com dois “N”´s) a se diferenciar: bastava acrescentar um “N” e um “H” à “marca” dela, em lugares que não fariam absolutamente nenhuma diferença fonética, mas TODA A DIFERENÇA estratégica, em relação ao seu Branding Pessoal.

E dessa ideia nasceu a “marca” Renatho Siqueira…

Nem precisava pensar muito para ligar “A+B=C”: se duas letras tinham tornado a Marianna ÚNICA, o que aconteceria se eu acrescentasse um “H” ao meu nome? Resposta: consegui, logo de cara, registrar o domínio “renatho.com.br” (Quem aí tem domínio com apenas UM NOME PRÓPRIO? Pois é. Agora eu tenho.)

Além disso, consegui sair de uma briga de longa data com 5 homônimos:

01) Um tradutor de Japonês muito famoso

02) Um ATOR

03) Um Baterista

04) Um cabeleireiro / maquiador profissional

05) Um campeão sulamericano de Poledancing

Em todos estes casos, estes homônimos me causavam problemas. Os mais críticos eram o Ator (muitos vídeos e fãs), o Baterista (muitos vídeos dele, feito pelos fãs) e o campeão de Poledancing (então… é sério. Não ri, não…)

Seja uma caixinha diferente na prateleira do mercado
Todos somos um produto na prateleira do mercado. Qual é o diferencial do seu “rótulo”?

E a “marca” Renatho Siqueira já nasceu vitoriosa…

Poucas HORAS depois que comecei a mudar o nome nas minhas redes, já estava aparecendo em diversos resultados, na primeira página do Google. Hoje (26/05/2015), se você faz a busca no Google para “Renatho Siqueira” a primeira página INTEIRA do Google conduz a resultados que levam aos meus diversos conteúdos na internet. Eu criei meu próprio oceano azul.

rebranding - renathosiqueira - 15042015

O próximo desafio é aparecer na primeira página do Google, com o máximo possível de resultados para a busca do termo “Renatho” (essa vai ser mais complicada, mas vou fazer esforços). Se eu conseguir, terei criado um posicionamento único para minha marca pessoal, podendo me orgulhar de ter um cartão de visitas em que apenas uma palavra escrita seja capaz de conduzir as pessoas até meus canais e meus conteúdos.

E o que você pode aprender da “marca” Renatho Siqueira?

Em primeiro lugar, é importante entender que certas brigas não valem a pena. Quando você é um “tubarão” dos grandes, vale a pena brigar pela sua marca pessoal. Quando você está tentando garantir um posicionamento da sua marca pessoal, às vezes, é muito mais inteligente mudar para vencer do que lutar por uma posição “sangrenta”. Game of Thrones só é legal na televisão. Fica a dica.

Rebranding pode ser uma estratégia vencedora se for bem implementada
Qual é o momento para fazer o rebranding? Quais são as principais razões?

Em segundo lugar, abrir mão de um “nome” altamente disputado pode ter algumas vantagens. Quando somos crianças e adolescentes e temos um nome esquisito diferente, podemos acabar tendo que enfrentar as piadinhas e chacotas dos colegas. Mas, a medida que você cresce profissionalmente, ter um nome único, marcante, pode ser a diferença entre se destacar e ser mais um na multidão. Eu preferi “perder” o meu nome “original” e ganhar a exclusividade de uma MARCA PESSOAL do que brigar por um lugar comum que não me trazia absolutamente nenhuma diferenciação.

Além disso, é importante entender que NÓS somos nosso “produto” mais importante e mais valioso. Se você não consegue criar uma boa estratégia de posicionamento para sua marca pessoal, como espera convencer seus clientes de que consegue levar suas marcas ao sucesso e ao reconhecimento em face da concorrência, cada vez mais inteligente, especializada e ágil?

E você? Interessado em criar uma “marca pessoal” para se destacar dos seus concorrentes ?

Como vencer a concorrencia

Se você tem interesse em criar uma estratégia vencedora de Marketing para se destacar no seu mercado e se deseja posicionar sua marca pessoal de forma que seus clientes o encontrem com mais facilidade, e tenham uma boa impressão a seu respeito, identificando-o(a) como uma autoridade na sua área profissional, entre em contato comigo.

Certamente, juntos, poderemos construir uma estratégia de Marketing que irá mudar a forma como seus clientes vêem sua marca e como eles percebem sua presença digital.

 

Renatho Siqueira

Consultor de Comunicação e Marketing Digital

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s